A ESET, empresa europeia líder em soluções de cibersegurança, revelou duas investigações sobre as campanhas de malware da botnet Ebury e das backdoors Lunar. A primeira comprometeu cerca de 400.000 servidores desde 2009, enquanto a segunda afetou um ministério de negócios estrangeiros europeu.

Há dez anos, a ESET publicou um whitepaper chamado Operação Windigo que documentava como a backdoor Ebury comprometia servidores Linux numa botnet para ganhos financeiros. Mas a detenção e condenação de um dos cibercriminosos responsáveis, na sequência da Operação Windigo, não impediu a expansão da botnet.

segunda-feira, 22 abril 2024 14:39

ESET lança uma nova solução para pequenos negócios

A ESET, empresa europeia líder em segurança digital, tem o prazer de anunciar a introdução da oferta ESET Small Business Security (ESBS), especificamente concebida para satisfazer as necessidades de cibersegurança dos proprietários de pequenos negócios (SOHO). Esta solução de segurança completa foi desenvolvida para proporcionar uma proteção simples e fácil de utilizar, permitindo aos clientes SOHO prosperar num cenário cada vez mais digital.

A ESET, empresa europeia líder em soluções de cibersegurança, registou um aumento dramático nos ataques do AceCryptor, com as deteções a triplicar entre o primeiro e o segundo semestre de 2023, correlacionando com a proteção de 42.000 utilizadores da ESET em todo o mundo. Além disso, nos últimos meses, a ESET registou uma mudança significativa na forma como o AceCryptor é utilizado: os cibercriminosos que espalham o Rescoms começaram a utilizar o AceCryptor, o que não acontecia anteriormente.

sexta-feira, 12 janeiro 2024 15:42

ESET indica as tendências de cibersegurança para 2024

A ESET, empresa europeia líder em soluções de cibersegurança, reuniu quatro dos seus especialistas para prever as tendências mais relevantes da área em 2024. Neste mundo cada vez mais tecnologicamente interligado, é importante seguir de perto a evolução das ciberameaças para saber como se proteger das novas gerações de esquemas fraudulentos e malware.

Quando compra um novo smartphone, é provável que procure a melhor relação qualidade-preço. Se está à procura de um dispositivo topo de gama, mas não quer pagar muito por ele, as ofertas de fabricantes menos conhecidos farão provavelmente parte da sua lista. De facto, no mercado ferozmente competitivo dos smartphones, a escolha pode até ser difícil, uma vez que alguns concorrentes pouco conhecidos, mas de topo de gama, podem, em muitos aspetos, rivalizar com os produtos de topo de titãs tecnológicos estabelecidos, como a Apple, a Samsung e a Google.

A ESET, a maior empresa europeia especialista em cibersegurança, anunciou o lançamento da sua nova oferta inovadora e integrada para utilizadores domésticos. Com mais de 30 anos de experiência no mercado, a ESET está a unificar o seu portfólio de produtos de consumo amplamente difundidos.

Em particular, a ESET apresenta três novos níveis de subscrição orientados para o consumidor, proporcionando uma proteção da vida digital ampla e fiável com novas funcionalidades como Virtual Private Network (VPN) e uma extensão de Privacidade e Segurança do Browser.

A ESET, empresa europeia especialista em cibersegurança, divulgou o seu mais recente relatório sobre as atividades de grupos de ameaça organizados – designados grupos Advanced Persistent Threat (APT) – selecionados que foram observados, investigados e analisados pelos investigadores da ESET de abril de 2023 até o final de setembro de 2023.

A investigação da ESET descobriu campanhas de ciberataque levadas a cabo por grupos APT alinhados com a China na União Europeia (UE) que exploraram vulnerabilidades para extrair dados de entidades governamentais e organizações associadas. Além disso, o relatório acompanha a evolução da ciberguerra conduzida pela Rússia na Ucrânia, desde atividades de sabotagem a espionagem.

Investigadores da ESET, empresa europeia especialista em cibersegurança, descobriram um ataque do grupo APT Lazarus contra uma empresa aeroespacial em Espanha, no qual o grupo utilizou várias ferramentas com o objetivo final de promover ações de ciberespionagem. Um grupo com fortes ligações ao governo da Coreia do Norte, o Lazarus obteve acesso inicial à rede da empresa em Espanha no ano passado, após uma campanha altamente direcionada de phishing (também designada de spearphishing), onde operadores do grupo se fizeram passar por recrutadores da Meta – a empresa por detrás do Facebook, Instagram e WhatsApp.

segunda-feira, 11 setembro 2023 15:11

ESET divulga as 5 principais tendências de ciberameaças

O regresso ao trabalho depois do período de férias é um momento propício para passar em revista as principais tendências que caracterizam as ciberameaças da atualidade. Afinal, ficar um passo à frente das tendências do cibercrime é uma parte integral do combate contra agentes maliciosos: por um lado, da parte dos consumidores e empresas, que necessitam de continuar a aumentar as suas defesas; por outro, da parte de especialistas como a ESET, que fornecem soluções avançadas de cibersegurança.

Investigadores da ESET, empresa europeia líder em soluções de cibersegurança, descobriram um kit de ferramentas que ajuda agentes maliciosos com menor experiência técnica a cometer cibercrimes. Designado “Telekopye”, o kit está implementado como um bot de Telegram e possui capacidades que incluem criar websites de phishing, enviar SMS e emails de phishing, e criar falsas capturas de ecrã.

Segundo a telemetria da ESET, a ferramenta Telekopye está ativa desde 2015 e encontra-se em desenvolvimento ativo. Várias pistas apontam para a Rússia como o país de origem dos autores e utilizadores desta ferramenta.

Pág. 1 de 13
Top