Segundo o último relatório da Kaspersky, “More Connected Than Ever Before: How We Build Our Digital Comfort Zones”, 46% dos inquiridos abaixo dos 45 anos admitiram que se sentiam à vontade para partilhar os dados de acesso a serviços de streaming com os colegas de casa. No entanto, um terço (32%) revela não estar seguro sobre a segurança das suas contas, uma vez que não conhece os hábitos digitais das pessoas com quem partilha casa.

As restrições implementadas em muitos países devido à pandemia COVID-19 juntamente com a necessidade de permanecer dentro de casa influenciaram a forma como as pessoas passaram a encarar os serviços digitais, nomeadamente levando-as a serem mais conscientes sobre as questões de segurança quando se partilha Internet. Com o “novo normal”, muitos dos utilizadores começaram a questionar-se sobre a utilização de uma só conta de acesso a plataformas de entretenimento por todos os elementos de uma casa e sobre o comportamento online das pessoas com quem vivem.

A recente investigação da Kaspersky descobriu também que os serviços online podem aproximar as pessoas, levando-as mesmo a partilhar informações das suas contas pessoais com colegas de casa. Para além de partilharem o acesso a plataformas de streaming, um terço (33%) dos inquiridos revela que partilha também dados de acesso a serviços de comércio online com as suas famílias, tais como o eBay ou a Amazon Prime. Adicionalmente, 30% das pessoas admite partilhar logins de acesso a serviços de entrega de comida, como o Deliveroo, bem como assinaturas de jogos online (por exemplo, a Xbox Live).

Contudo, ao mesmo tempo, nem todos os inquiridos têm a certeza do quão seguros estão os seus companheiros de casa quando utilizam a Internet e se isso terá ou não impacto nos seus hábitos digitais. Por exemplo, 43% das pessoas afirmaram que estão preocupadas com o aumento da atividade online através de serviços de streaming ou de videojogos. Inclusive, um em quatro utilizadores (24%) tem receio que as atividades digitais dos seus colegas de casa afetem a velocidade da Internet e, consequentemente, influenciem o seu desempenho nos jogos online.

"Viver numa casa partilhada é algo comum nos dias de hoje e, por isso, muitas das pessoas que vivem juntas têm de partilhar a ligação à Internet e vários outros serviços. Ao longo do tempo, vamos construindo amizades e, por sua vez, vamos também facilitando a partilha de serviços online para que todos possam beneficiar sem complicações. Porém, se não prestarmos atenção à forma como partilhamos os nossos dados pessoais, mesmo com os nossos companheiros de casa, a probabilidade de que sejam descobertos por pessoas ou grupos em quem não confiamos aumenta”, afirma Andrew Winton, Vice-Presidente de Marketing da Kaspersky.

“Para garantir que isto não acontece, alguns serviços têm políticas específicas em vigor para ajudar várias pessoas a utilizar uma única subscrição sem terem necessidade de partilhar palavras-passe. Quer viva ou não com outras pessoas, recomendamos sempre que mantenha os dispositivos e credenciais protegidos com fortes soluções de cibersegurança para assegurar que a sua informação permanece segura", acrescenta.

A Kaspersky recomenda as seguintes medidas para as pessoas que vivem em casas ou apartamentos partilhados, de forma a ajudá-las a manter os seus dispositivos protegidos:

  • Não clicar em ligações partilhadas através de emails não solicitados ou suspeitos. Em primeiro lugar, deve verificar se os remetentes são autênticos e perceber se têm um website oficial.
  • Não partilhar informações pessoais com terceiros, nem permitir o acesso às suas contas, a menos que seja completamente necessário. Isto minimizará as hipóteses de ter os seus dados pessoais expostos na Internet.
  • Utilizar uma solução de segurança robusta como o Kaspersky Password Manager para gerar e assegurar palavras-passe únicas para cada conta, resistindo à tentação de usar a mesma várias vezes.
  • Instalar uma solução de segurança fiável como o Kaspersky Security Cloud, uma vez que a funcionalidade “Account Check” protege a sua conta e notifica o utilizador se algum dos dados pessoais ficar comprometido.

Para ajudar as pessoas durante e depois da pandemia, a Kaspersky publicou alguns conselhos sobre como construir uma “zona de conforto digital”, com os quais poderá aprender a proteger a sua vida digital, o que inclui, por exemplo, como partilhar em segurança as suas subscrições online.

Classifique este item
(0 votos)
Ler 148 vezes
Tagged em

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top