Sophos, líder global em inovação e oferta de soluções de cibersegurança como serviço, revelou que os atacantes de esquemas ‘sha zhu pan’ – ou seja, que conduzem fraudes elaboradas relacionadas com romance e criptomoedas – estão a tirar partido de um modelo de negócio semelhante ao cibercrime como serviço ("as-a-Service"), vendendo kits para este tipo de ataques na dark web e, assim, expandindo-se globalmente para novos mercados. Criados por gangues de crime organizado na China, estes novos kits fornecem as componentes técnicas necessárias para implementar um esquema específico chamado "poupanças DeFi". A Sophos detalha estas operações avançadas no seu novo artigo "Cryptocurrency Scams Metastasize Into New Forms".

Numa altura de grande escassez de profissionais de cibersegurança, os especialistas em segurança da informação (InfoSec) em exercício começam a questionar a relevância da educação formal que receberam, revela um novo estudo global da Kaspersky. O inquérito revelou que um em cada dois profissionais de cibersegurança não foi capaz de confirmar a utilidade da sua formação académica na sua função atual. Como resultado, estes especialistas têm de investir os seus recursos em formação adicional para enfrentar o cenário de ameaças em constante evolução e manter-se a par dos desenvolvimentos do sector.

NCC Group, especialista mundial em cibersegurança e mitigação de riscos, acaba de disponibilizar as conclusões do seu Relatório Anual de Ameaças, que detalha os principais incidentes e o seu impacto a nível mundial. O documento revela que os casos globais de ataques de ransomware (tipo de malware que impede o acesso a sistemas ou ficheiros e exige o pagamento de um resgate para o devolver) aumentaram 84% em 2023, com um total de 4667 casos. Trata-se de um aumento impressionante em relação aos 2531 ataques registados em 2022.

Um novo estudo, encomendado pela Kaspersky e que abrangeu a 21000 pessoas em todo o mundo, revela dados chocantes sobre a extensão do abuso digital. Em Portugal, onde foram inquiridas 1000 pessoas, os números são alarmantes.

Neste Dia de São Valentim, a Kaspersky revela as conclusões de um estudo à escala global, que se baseou em entrevistas a 21 mil pessoas em 21 países de todo o mundo, Portugal incluído, e que mostra que os relacionamentos online apresentam fragilidades.

A batalha final no “Samsung Galaxy Portals to Arena”, a ativação do último mapa para o Universo Fornite, criado pela Samsung Electronics Co., vai ser aberta ao público, decorrendo a partir das 11h na Praça Central do Centro Comercial Colombo. Numa verdadeira disputa entre Portugal e Espanha, o vencedor levará para casa um Galaxy S24 Ultra, o mais recente modelo de smartphone lançado pela marca.

À medida que navegamos nas dimensões digitais do amor e do afeto neste Dia dos Namorados de 2024, a paisagem é simultaneamente vasta e repleta de armadilhas. Numa descoberta reveladora, em janeiro foram criados 18 171 novos domínios contendo "Valentine" ou "love", o que indica um aumento de 39% em relação ao mês anterior e de 17% em relação ao ano anterior. De forma alarmante, 1 em cada 8 destes domínios foi considerado malicioso ou arriscado, sublinhando os perigos ocultos na nossa procura de ligação.

A ameaça não fica por aqui; semanalmente, 1 em cada 27 organizações enfrentou tentativas de acesso a estes sites perigosos - um aumento acentuado de 34% em relação ao mês anterior e de 175% em relação a janeiro anterior. Esta tendência realça a escalada dos riscos de cibersegurança que acompanham grandes eventos como o Dia dos Namorados, explica a Check Point Software Technologies Ltd. , fornecedor líder em soluções de cibersegurança para empresas e governos a nível mundial.

O desenvolvimento de novas tecnologias, a implementação da inteligência artificial (IA), a proliferação de grupos e agentes sequestradores de informação ou os conflitos geopolíticos são algumas das tendências que moldarão o panorama da cibersegurança em 2024, segundo a S21sec, uma das líderes europeias em serviços de cibersegurança adquirida pelo Grupo Thales em 2022. A empresa analisou as principais previsões para este novo ano, em que, apesar de contar com um risco maior devido ao contexto geopolítico atual, destaca também a evolução das soluções de segurança informática como principal ferramenta para impedir ou mitigar possíveis danos causados por hackers.

Pág. 9 de 3300
Top